O que estou sentindo agora - Mensagem de Valéria Centenaro

Nenhum texto alternativo automático disponível.



Troque frequentemente o foco de "o que estou pensando agora" para "o que estou sentindo agora".


Isto serve a evitar a autonegação das emoções e sentimentos. A negação é praticamente instantânea quando queremos nos livrar de sensações ditas negativas. Fomos educados a esconder o que sentimos. E por isso criamos um mecanismo de defesa para parecermos corretos, fortes, felizes, resolvidos e todo este blábláblá perfeccionista. Para sermos aceitos pelos outros, pagamos um preço nem um pouco barato.

Mas quando entramos em contato com os mais estranhos sentimentos, damos liberdade para que eles se dissolvam. Paramos de nos condenar por sermos tão "diferentes". Grandes insights da Consciência que Somos surgem simplesmente por nos observarmos mais. Pois tudo tem algo a revelar sobre os nossos "persistentes" padrões de pensamento.

Portanto, fique mais próximo de si mesmo. Se torne mais familiarizado com o teu campo de energia. Às vezes você sente o que as pessoas à tua volta estão sentindo. A mulher é muito sensível a isso e geralmente no relacionamento é ela que manifesta o inconsciente do companheiro. E por isso, é frequentemente rotulada como "desequilibrada", "estressada" e afins. Às vezes, você sente o que os teus pais negam em si mesmos. Às vezes você sente as emoções que foram rejeitadas na tua infância. Às vezes, você sente o que sentiu em experiências passadas "mal resolvidas". Enfim, estude a si mesmo. Não há respostas prontas, pois cada ser humano é um Universo. Não se assuste com a complexidade humana. Se admire com ela, e então ela se tornará simples. A tua humanidade te leva a divindade!

Namastê
Valéria Centenaro                                                                                                                                         



Comentários