Nossa criança interior. Com o passar do tempo,vamos percebendo,que muitas coisas que acreditávamos como certas ,não são ! O tempo e a existência são nossos aliados em nossa jornada! Há necessidade de decifrarmos a linguagem da Vida ! Nossa sensibilidade e percepção são instrumentos que nos levam à perceber as sutilezas,dos movimentos da Natureza contribuindo para que fluamos com ela! O Mestre Jesus,já dizia: -"Para entrar no reino de Deus,precisamos ser como às crianças!" Cada ser humano tem essa criança,porém,ela está adormecida! Um dia fomos crianças,mas podemos voltar à sermos,só que uma criança desperta,consciente de sua pureza e divindade! O melhor caminho para isso é a simplicidade ,a pureza, a contemplação e a comunicação sincera com a Vida ! À todo momento a Vida conversa conosco ,mas não entendemos! Novamente,lembrando que o Mestre Jesus,dizia:"Temos olhos e não vemos , ouvidos e não escutamos! Passamos,pela vida esquecendo de nós mesmos,o que dirá dos outros e do nosso planeta ! Somos Espíritos se expressando através de nossa Alma Humana! Nosso Espírito busca essa conexão ,porém,nos distanciamos Dele ao nos apegarmos,totalmente ,a materialidade, como se não existisse mais nada, além da matéria. Quando nos abrimos à nossa verdadeira, Realidade,transformamos nossa visão e percepção sobre a Vida e nossa Humanidade ! Sejamos como as CRIANÇAS ! Elas enxergam beleza e novidade em tudo ! Por Deise Aur


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sejamos como as crianças e os animais ! // Texto de Flavio Siqueira // Não seja agnóstico, nem ateu, nem cristão, nem budista, nem teísta, nem humanista, nem capitalista, nem comunista, nem nada que lhe roube a liberdade para crer, descrer, construir e, se for o caso, desconstruir. Ande com as próprias pernas ou quem sabe voe com suas próprias asas. Que a paz seja seu árbitro na caminhada e a consciência a estrada que lhe projeta sobre o caminho do entendimento e da liberdade. Sejamos como as crianças, os animais, os simples de coração. Eles não tem “ismos” nenhum, não defendem nenhuma tese, nem doutrinas, não se incluem em teoria alguma, no entanto seguem puros em sua ignorância iluminada, na paz de quem sabe, mesmo sem saber que sabe. Felizes, pacificados, alheios às nossas tolas filosofias e discussões, atentos em simplicidade ao que realmente importa. Sejamos livres ! - flaviosiqueira.com

INFINITA PRESENÇA