O PARADOXO DA IGUALDADE NAS DIFERENÇAS ! Se fala muito em igualdade,porém,só pode existir respeito à igualdade quando se aceita a diversidade e as diferenças ! Discriminação e preconceito nascem da não aceitação!Quando aceitamos que cada ser tem seu potencial e limitações e enxergamos que ,nós,também,temos,passamos à ter uma nova percepção de tudo!Quando não aceitamos as fraquezas dos outros é porque não queremos aceitar as nossas! Quando subjugamos o outro,seja por qual motivo for,é porque queremos se sentir superiores e não temos a compreensão, que, isto, nos inferioriza,cada vez mais ! O sistema atual,que vivenciamos no mundo alimenta essa engrenagem ,pois,promove a competição,a rivalidade e a posse! Em busca de uma ilusória segurança , se cria a concepção que, para sermos melhores temos ,que ser e ter mais que os outros !Esse mecanismo vem imperando à séculos, e, a consequência disso,são os efeitos que nos temos visto em nossa História:violência,opressão,conflitos,desigualdade,preconceito,manipulação, corrupção e outros mais!Tudo isso ,em menor escala ocorre em nosso cotidiano, na família,na comunidade, na escola, no trânsito e no trabalho e, em maior,no mundo ,entre as nações e os governantes! Só pára,quando tomarmos consciência disso,e procurarmos sair dessa mecânica, que, se alimenta do desrespeito à genuídade e identidade que cada ser traz,dentro si ,e expressa ou deveria expressar ,de maneira original e livre,independente de rótulos,padrões, e posses materiais! Pois,em Essência,todos os Seres têm a mesma origem e finalidade:aprender,adquirir Consciência e expressar o Divino ,que habita em cada um ! Por Deise Aur

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sejamos como as crianças e os animais ! // Texto de Flavio Siqueira // Não seja agnóstico, nem ateu, nem cristão, nem budista, nem teísta, nem humanista, nem capitalista, nem comunista, nem nada que lhe roube a liberdade para crer, descrer, construir e, se for o caso, desconstruir. Ande com as próprias pernas ou quem sabe voe com suas próprias asas. Que a paz seja seu árbitro na caminhada e a consciência a estrada que lhe projeta sobre o caminho do entendimento e da liberdade. Sejamos como as crianças, os animais, os simples de coração. Eles não tem “ismos” nenhum, não defendem nenhuma tese, nem doutrinas, não se incluem em teoria alguma, no entanto seguem puros em sua ignorância iluminada, na paz de quem sabe, mesmo sem saber que sabe. Felizes, pacificados, alheios às nossas tolas filosofias e discussões, atentos em simplicidade ao que realmente importa. Sejamos livres ! - flaviosiqueira.com

INFINITA PRESENÇA